10 dicas para emagrecer com saúde!

10 Dicas Para Emagrecer com Saúde!
Cada vez mais as pessoas buscam estar em forma, e nem sempre isto é feito da maneira mais saudável. Por mais informação que esteja disponível na mídia, muitos sentem-se tentados a emagrecer a qualquer custo, mesmo que esse custo seja a sua própria saúde. Por isso, convidei o nutricionista Ricardo Freire para escrever 10 dicas úteis para quem quer emagrecer, e com saúde, que é o mais importante. Segue o texto:

10 dicas para emagrecer com saúde!

Horas a fio na academia, muito suor, cansaço. Mas muitas vezes esquecemos que paralelamente a todo o esforço físico, existe a necessidade de unirmos uma alimentação balanceada. Se o objetivo é emagrecer, – a convite do Eduardo – estou aqui para auxiliar com a minha prática no dia a dia como nutricionista com 10 dicas importantes que, aliadas à atividade física, contribuem para o emagrecimento.

Atividade física X Ingestão calórica:

A pergunta que temos que fazer todos os dias é: Quanto tempo levo para “queimar” 300 calorias? E quanto demoro para ingerir essas calorias?
A partir daí fica mais fácil entender que para um bom efeito, devemos gastar mais do que ingerimos. De início, com as noções que nos são passadas na mídia e em escolas, consegue-se adotar alguns hábitos saudáveis, mas o ideal é que se procure a ajuda de um(a) nutricionista, que irá adequar melhor a alimentação diante de suas necessidades sem comprometer seu estado nutricional.

Substituir guloseimas por alimentos saudáveis:

Apesar de uma tarefa árdua, é uma excelente opção. Além de fazer muito bem ao organismo ofertando vitaminas, minerais, fibras e diminuindo o açúcar e o sódio, é uma forma de ingerir menos calorias. E com a prática de atividade física e o gasto sendo consequentemente maior, o balanço fica ideal para emagrecimento.

Manter o metabolismo trabalhando:

Quem nunca ouviu falar do famoso metabolismo preguiçoso? Quando o metabolismo não trabalha como deveria, não há uma devida quebra e absorção do que ingerimos. Falando mais abrangentemente, seria como se algo sobrasse, um “extra”. E isso o organismo não joga fora, ele aproveita nas gordurinhas, isso quando não aproveita aumentando nossas taxas sanguíneas de glicose, colesterol, triglicérides e etc. A dica é se alimentar de 3 em 3 ou no máximo 4 em 4 horas.

Quantidades das porções:

É interessante termos cuidado nas porções alimentares. Nesse quesito um(a) nutricionista irá ajudá-lo(a) a saber como quantificar de acordo com as calorias necessárias para seu dia a dia. Mas lembrando, não abusar na repetição de pratos, nas colheres e quantidades dos carboidratos “massas” entre outros.

Evitar frituras:

Prefira alimentos grelhados, assados ou ensopados, pois na fritura se concentra muita gordura, o que consequentemente vai auxiliar no ganho de peso.

Ingerir fibras:

As fibras hoje encontramos nas folhas, cascas de frutas e verduras e farelos como a aveia. As fibras além de nos saciar tem o poder de carregar gordura diminuindo a absorção da mesma pelo organismo, auxiliando no emagrecimento.

Cerveja, chope e demais bebidas alcoólicas:

Álcool possui muitas calorias. A dica no desespero é substituir por uma taça de vinho tinto, que é menos calórica. Lembrando que esse tipo de bebida provoca dilatação do estômago e ativa o apetite através das vitaminas do complexo B contidas no chope e na cerveja.

Beba água:

Se hidratar é de extrema importância para a saúde e estudos mostram que a água auxilia no emagrecimento por ajudar na desconcentração do plasma sanguíneo, eliminação de liquido retido, e impurezas do organismo.

Cuidados com o que se come a noite e lanches de finais de semana:

O ideal é saber escolher algo mais leve para comer a noite, principalmente bem antes de ir dormir. Comer e deitar é um grande fator que contribui o para ganho de peso. Nem precisamos nos deter em lembrar que, pizzas, hamburgueres, salgados, entre outros, concentram maior quantidade de gordura, sódio, açúcar – tudo o que torna calórica demais a refeição. Dependendo do lanche, o valor calórico pode substituir até duas refeições do dia. Pense nisso.

Ter disposição, ânimo e estado de espírito:

Essa é pra fechar. Costumo dizer no consultório aos meus pacientes que é difícil seguir um plano alimentar, atividade física e até mesmo perder peso sem um objetivo, sem ânimo, com depressão e até mesmo com elevado nível de estresse. Temos que lembrar que nosso organismo responde as alterações que ele entende como estranhas ao nosso corpo e a obesidade pode estar inclusa em uma dessas respostas. Por isso, dê espaço ao seu lazer, a fazer o que gosta e acima de tudo ser feliz.
Por: Ricardo Freire
Nutricionista
É isso aí. Gostou das dicas? Ficou alguma dúvida? Deixe seu comentário!
Compartilhe esse post:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email