4 Coisas Fundamentais Para O Seu Treino Dar Resultado

Vejo muita gente reclamando que já está treinando há semanas, ou até mesmo meses, mas não tem resultados satisfatórios.

Pensando nisso neste post eu vou falar sobre 5 coisas que são fundamentais para que o seu treino dê resultado de verdade.

Então, continue lendo se você quer turbinar seus resultados!

#1: TREINE DE VERDADE

Ficar saltitando, agachando, fazendo caminhada, etc, não é treinar.

A primeira coisa que você precisa fazer é treinar mesmo, ao invés de fazer atividades esporádicas ou ficar pulando de galho em galho fazendo um cada dia um treino diferente que vê na internet.

Para que os treinos realmente deem resultados, eles precisam fazer parte de um planejamento que manipula bem variáveis como volume (número de exercícios e séries), intensidade, ordem dos exercícios, tempo de descanso entre séries e entre sessões de treino, cadência (velocidade do movimento), métodos de treinamento, etc.

Tudo isto dentro de uma sequência lógica, que tenha progressão sistemática ao longo das semanas e meses.

#2: TREINE COM INTENSIDADE

Simples: Sem intensidade, esqueça os resultados!

Se você quer ter resultados expressivos, dê o seu máximo nos exercícios.

No caso da musculação, faça todas as séries até a falha muscular, ou muito próximo dela.

Falha muscular é quando se torna impossível executar mais uma repetição! Seu músculo simplesmente não te obedece e o movimento é interrompido. Desta maneira você consegue ter certeza que está levando os músculos ao limite, o que é fundamental para ter uma hipertrofia consistente.

No caso dos exercícios aeróbicos, sejam os contínuos tradicionais ou HIIT, treine numa faixa de frequência cardíaca alta. Acima de 70% da frequência cardíaca máxima para os contínuos, e no caso do HIIT de forma que você tenha passado ao menos 10 minutos acima de 90% da FC máxima ao final da atividade.

Se você não puder medir a FC, use a escala de percepção de esforço de Borg, que dá uma espécie de “nota” para o esforço que você está fazendo naquele momento.

Aí você procura se manter acima de 15 no aeróbico contínuo, e acima de 17 durante os tiros do HIIT.

#3: DESCANSE ADEQUADAMENTE

É durante a fase de descanso que o seu corpo tem os resultados, a partir de um princípio chamado de supercompensação.

Ou seja, quando você treina, você provoca um stress no seu corpo, tanto metabólico como estrutural.

Então, você tem uma “involução”. Aí, durante o descanso, o seu corpo se recupera daquele dano causado pelo treino, e se esse descanso for suficiente, você não só recupera o dano como evolui.

O tempo necessário para o descanso varia de acordo com vários fatores, como o tipo de modalidade, o volume, a intensidade, alimentação, qualidade do sono, genética, enfim.

Na maioria das vezes fica entre 48 a 96 horas no caso da musculação, e entre 24 a 48 horas nos aeróbicos.

#4: PERIODIZAÇÃO DOS TREINOS

Seu treino tem que mudar de tempos em tempos, seguindo um planejamento lógico pré-determinado.

Ao longo de um determinado período, que mais comumente é de 1 ano, seu treino vai mudando e passando por várias fases, explorando diversas variáveis, valências físicas, etc.

Cada treino é planejado para atingir um determinado objetivo em algumas semanas (maioria das vezes 4 a 6), então ele muda para atingir um novo objetivo, e isso vai se repetindo de forma que você vai progredindo constantemente, sem estagnar nos resultados.

Não adianta, se você quer tirar o máximo de potencial do seu corpo, ter o melhor resultado possível e mais rápido, precisa de um treino personalizado.. feito sob medida pra você!

Que considere a sua rotina, características do seu corpo, seu histórico de vida e de treinos, sua alimentação, disponibilidade de tempo para treinar, eventuais limitações clínicas ou articulares, enfim…

E que tenha um planejamento e periodização bem feitos!

Se quiser ter um planejamento de treinos feito sob medida pra você, com todos esses fatores que expliquei neste texto, entre em contato para conhecer o meu acompanhamento individualizado online.

Compartilhe esse post:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email