Os Efeitos dos Anabolizantes

Os Efeitos dos Anabolizantes

A sociedade cultua o corpo cada vez mais. Ao mesmo tempo que o estilo de vida atual nos faz cada vez mais gordos e sedentários, a preocupação com uma imagem corporal perfeita cresce. O padrão de beleza atual é de mulheres magérrimas e homens super musculosos. Vivemos também na era dos esportes exageradamente competitivos, em que os resultados são mais importantes que qualquer outra coisa. Diante deste cenário, é que os esteróides anabolizantes ganham importância.

 

O que são esteróides anabolizantes?

 
Mais conhecidos como “bomba”, ou apenas como “anabolizantes”, são substâncias sintéticas produzidas a partir do hormônio natural masculino testosterona. São chamados de anabolizantes porque promovem, entre outras coisas, o anabolismo, que é o crescimento celular. É importante que se diga que nem tudo que é anabólico é um esteróide anabolizante, pois anabólico é tudo aquilo que provoca um crescimento muscular, seja droga ou não.
 
O que pouca gente sabe é que são drogas legais, utilizadas para fins medicinais em pacientes com problemas hormonais, déficit decrescimento, osteoporose e etc. O que é ilegal é o seu consumo sem prescrição médica, para fins estéticos ou esportivos. O que ocorre nestes casos é um uso exagerado, com doses muitas vezes superiores àquelas que são usadas em tratamentos médicos.
 
Os mais comuns são: Primobolam (Metenolona), Deca Durabolin (Nandrolona), Winstrol (Stanozolol), Durateston, GH (Somatrofina), Hemogenim (Oximetolona), Clembuterol, Anavar (Oxandrolona), Proviron (Mesterolona) e Equipoise (Boldenona).
 

Pra quê servem?

 
Como dito no parágrafo anterior, originalmente são utilizados para tratamentos medicinais. Mas fora deste contexto, seu uso mais comum pelo público em geral é para promover o ganho de massa muscular (hipertrofia) e diminuição da gordura corporal e pelos atletas para ganho de desempenho em competições esportivas.
 

Como atuam?

 
 
Os esteróides anabolizantes atuam no organismo através de diversos mecanismos bioquímicos e fisiológicos, mas o objetivo deste post não é explicá-los minuciosamente, para que o texto não fique muito técnico. Eles atuam basicamente promovendo a síntese protéica, a hipertrofia muscular, a redução da gordura corporal e diminuindo a ação catabólica.
 

Quais são os efeitos colaterais?

 
O grande problema dos esteróides anabolizantes está na grande quantidade de efeitos colaterais que eles causam, tanto estéticos como de saúde. Cerca de 69 efeitos colaterais já foram documentados. Os principais são os seguintes:
 
 
  • Aumento na pressão sanguínea;
  • Aumento do colesterol LDL e diminuição do HDL;
  • Acne;
  • Calvície;
  • Hepatoxidade (danos ao fígado);
  • Alteração da morfologia do ventrículo esquerdo (coração);
  • Ginecomastia (desenvolvimento das mamas nos homens);
  • Função sexual reduzida e infertilidade temporária;
  • Atrofia testicular;
  • Aumento da agressividade.
 
Há ainda alguns efeitos relacionados a mulheres:
 
  • Crescimento de pêlos do corpo;
  • Disfonia vocal (voz mais grave);
  • Aumento do clítoris;
  • Diminuição temporária nos ciclos mestruais.
 
Há ainda alguns estudos que encontraram relação com diversos tipos de câncer. Outro fator importante é que ainda não se sabe o quão reversíveis são os efeitos colaterais. Uma parte desses efeitos parece regredir com a interrupção do uso, outra parte não. Há ainda diversos relatos de morte súbita.
 
É importante que seja dito que estes efeitos colaterais ocorrem com a superdosagem, que é justamente aquela praticada pelo público em geral com fins estéticos e por atletas. Eles são controlados e pouco percebidos quando utilizados em tratamentos médicos.
 
O melhor caminho para a conquista de um corpo mais bonito ainda é a boa e velha combinação de reeducação alimentar com a prática regular de exercícios físicos. Por mais que leve tempo, este processo é mais seguro, saudável, e tem possibilidades infinitamente maiores de manutenção do resultado. Lembre-se: a pressa é inimiga da perfeição!
 

Leia também: Os Esteróides Anabolizantes e o Exercício Físico.

 
É isso, abraço e bons treinos. Deixe seu comentário!
 
 
Gostou? Compartilhe este post:

2 Comments

  1. Olá passei para conhecer seu blog ele é muito maneiro com excelente conteúdo gostaria de parabenizar pelo excelente trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e de seus famíliares
    Um grande abraço e tudo de bom

    Post a Reply
  2. Eu comecei a malhar e estou pensando em usar para me ajudar a ganhar mais força e um pouco mais de massa, pois sou muito magro. Mas não vou usar feito louco, não quero ficar todo grande, todo marombado. Só quero ganhar um pouco mais de massa, e espero que a quantidade que vou usar me ajude.

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Os Esteróides Anabolizantes e o Exercício Físico | Eduardo Araújo - Personal Trainer - Florianópolis/SC - […] nesses estudos estão bem abaixo das usadas pelos atletas(48).     Leia mais sobre Os Efeitos dos Esteróides Anabolizantes.…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *