Câimbras – O Que São e Como Evitá-las

 
Câimbras - O Que São e Como Evitá-las
Uma das coisas mais comuns – e que geram mais dúvidas –  entre os praticantes de atividades físicas é o aparecimento de Câimbras. Quando se fala nelas, a primeira coisa que vem em mente é banana. Isto porque  esta fruta é rica em potássio, e por muito tempo se difundiu que a principal causa deste desconforto seria a falta deste mineral. Mas os estudos mais recentes demonstram que não é bem por aí. Então, quais as verdadeiras causas e como evitar a câimbra?
 
 

O que são câimbras?

 
São contrações involuntárias da musculatura, muito dolorosas e com vários níveis de intensidade. Podem durar alguns segundos ou vários minutos. Ocorrem em qualquer músculo esquelético, mas são mais comuns nos braços e pernas, principalmente na panturrilha (batata da perna).
 

O que causa as câimbras?

 
 
O mecanismo exato de ocorrência das câimbras ainda não está totalmente claro. Ela é caracterizada pela ativação de uma grande quantidade de unidades motoras com alta frequência de disparos. As câimbras associadas ao exercício físico costumam ser divididas em duas categorias: as relacionadas ao excesso de atividade (fadiga muscular) e as relacionadas ao desequilíbrio de líquidos e eletrólitos.
 
No primeiro caso, as atividades físicas de alta intensidade e/ou alta duração desencadeariam alterações fisiológicas periféricas que fariam o organismo “perder o controle” das contrações. Já no segundo caso, que sempre foi associado à deficiência de potássio, os estudos mais recentes demonstram que a deficiência deste mineral não é a culpada. O que ocorre é um desequilíbrio hidroeletrolítico, que ocorre com a perda de água e eletrólitos – principalmente sódio e cloreto – causada normalmente pelo suor excessivo ou por uma hidratação inadequada. Isto faz com que a bomba de sódio e potássio, responsável pelas contrações musculares, fique desequilibrada.
 

O que fazer para evitá-las e como agir depois que ocorrem?

 
 
  • Beba muito líquido, principalmente quando for praticar atividades físicas. Leia mais sobre a importância da hidratação;
  • Faça a reposição adequada de eletrolíticos, principalmente o sódio. Ela pode ser feita com bebidas comerciais, como o Gatorade, ou com soluções domésticas, como adicionar limão e sal à água que será ingerida. Ou até mesmo consumir soro caseiro. Veja também uma receita de bebida isotônica caseira;
  • Dê repouso adequado à musculatura após uma sessão de treinamento;
  • Certifique-se de ter uma dieta balanceada, para garantir a reposição nutricional.
 
Após a ocorrência de câimbras, alongamentos, massagens e gelo costumam aliviar os sintomas.
 
 
É isso. Abraço e bons treinos. Deixe seu comentário!
 

Bibliografia recomendada

 
GENTIL. P. Exercício e câimbras. Disponível em: http://www.gease.pro.br/artigo_visualizar.php?id=214
Bergeron MF. Muscle cramps during exercise V is it fatigue or electrolyte deficit? Curr Sports Med 2008 Apr;7(4): S50:S55.
Hutton RS, Nelson DL. Stretch sensitivity of Golgi tendon organs in fatigued gastrocnemius muscle. Med Sci Sports Exerc. 1986 Feb;18(1):69-74.
Miller TM, Layzer RB. Muscle cramps. Muscle Nerve. 2005 Oct;32(4):431-42.
Ruff RL.Effects of length changes on Na+ current amplitude and excitability near and far from the end-plate. Muscle Nerve. 1996 Sep;19(9):1084-92.

 
 
Gostou? Compartilhe este post:

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *